TRATAMENTOS

REABILTAÇÃO ORAL

A reabilitação oral consiste na realização de um conjunto de tratamentos odontológicos capazes de restaurar como um todo a saúde bucal do paciente. Essa especialidade é o carro chefe da nossa clínica pois abrange procedimentos cirúrgicos como extrações e implantes, protéticos, peridontais, endodônticos e ortodônticos a fim de devolver ao paciente tanto a estética (beleza) quanto a função (mastigação e fala) e a saúde (controle de infecções) dos dentes.

A reabilitação oral envolve um planejamento complexo do caso, que pode ser desde a perda de um ou mais dentes, indivíduos com oclusão inadequada incluindo pacientes com bruxismo. 

No CIEO utilizamos a tecnologia a nosso favor, dispomos do fluxo digital no qual fazemos o escaneamento da boca do paciente, planejamos virtualmente e executamos tudo dentro da nossa clínica, isso garante mais rapidez, segurança e confiança no resultado.

IMPLANTES DENTÁRIOS

Implantodontia é a especialidade da odontologia que visa reconstruir ou repor um ou mais dentes ausentes através de pinos de titânio ou zircônia instalados cirurgicamente dentro do osso da mandíbula e/ou maxilar.

Com os implantes dentários é possível fazer a reabilitação de um ou mais dentes ausentes. Eles podem dar suporte para diversos tipos de próteses fixas ou removíveis.

O objetivo principal dessa especialidade é devolver as funções essenciais dos dentes que, eventualmente, tenham sido afetadas devido à ausência, como a mastigação e fonética.

Mas, é claro que a implantodontia também se encarrega de cuidar da questão estética perdida. Ela ajuda a restaurar a harmonia do sorriso e promover no paciente a melhora em sua autoestima.

TRATAMENTO DE CANAL

A endodontia é a área da odontologia que trata dos sistemas de canais radiculares e dos tecidos periapicais, bem como das doenças que os acometem. Em casos de alterações por cáries extensas, fraturas dentárias, traumas dentários, traumas ortodônticos, lesões endo-periodontais, necessidades protéticas e outras patologias endodônticas, o tratamento de canal está indicado, visando a manutenção dos dentes na cavidade oral, e a saúde dos tecidos periapicais.


ORTODONTIA

Ortodontia é a especialidade que corrige a posição dos dentes e dos ossos maxilares posicionados de forma inadequada. Dentes tortos ou dentes que não se encaixam corretamente são difíceis de serem mantidos limpos, podendo ser perdidos precocemente, devido à deterioração e à doença periodontal. Também causam um estresse adicional aos músculos de mastigação que pode levar a dores de cabeça, síndrome da ATM e dores na região do pescoço, dos ombros e das costas. Os dentes tortos ou mal posicionados também prejudicam a sua aparência.

Dentro da ortodontia existem diversos tipos de aparelhos, como o aparelho fixo que é o tipo mais comum e conhecido. Sua estrutura é composta pelos bráquetes (aquelas pequenas peças metálicas que ficam coladas nos dentes), fio ortodôntico, borrachinhas, bandas e elásticos. O aparelho fixo pode ser metálico ou estético (porcelana, safira ou policarbonato) e pode ser com borrachinha ou sem (autoligados). 

Além dos aparelhos fixos existem os aparelhos ortopédicos móveis indicados para crianças até 12 anos de idade e que também podem ser usados para contenção após a utilização do aparelho fixo.

Outro aparelho ortodôntico utilizado atualmente é chamado de Alinhador Ortodôntico que consiste em uma série de placas quase invisíveis, feitas sob medida e com tecnologia de ponta, através de softwares que permitem a visualização do planejamento e dos resultados pretendidos com o tratamento, eles prometem um tratamento com mais eficácia e menos dores.

Existem pessoas que possuem rejeição aos aparelhos tradicionais que contêm metal, podendo sofrer de inflamações excessivas na gengiva e outros desconfortos. Por isso, os aparelhos alinhadores se tornam interessantes também nesses casos.

Fabricados com materiais similares aos utilizados para placas de clareamento, tais como o acetato, os alinhadores são transparentes e, praticamente, imperceptíveis. Assim, eles permitem sua utilização unindo bons resultados à estética. Quer saber mais sobre isso? Entre em contato conosco e agende uma avaliação!

PREVENÇÃO

A prevenção odontológica é muito importante para evitar que novos problemas surjam, e também ajuda aumentando a vida útil dos tratamentos bucais, que ao serem polidos e restaurados, demorarão para serem substituídos ou terem a necessidade de serem refeitos.

Além da importância da manutenção, da limpeza dentária, da aplicação de flúor, uso de selantes e do tratamento de problemas que surgem no início, a prevenção consegue minimizar os danos, fazendo com que o paciente se recupere mais rápido dos tratamentos necessários.

Com prevenção também se previne o câncer bucal que deve ser verificado periodicamente. A grande maioria dos problemas relacionados aos dentes como gengivite, periodontite e cáries, podem ser evitados com uma escovação adequada, o uso do fio dental e o enxaguante bucal, que auxiliam no combate da placa e do tártaro.

A prevenção é baseada na correta higienização dos dentes, na boa alimentação, no cuidado com o açúcar, no uso correto do flúor, usado para fortalecer os dentes e no acompanhamento semestral pelo dentista que orienta e cuida da saúde bucal. Assim os cuidados dos dentes e gengivas serão intensos e será conservada a saúde e o bem estar do paciente.

CIRURGIA ORAL MENOR

A cirurgia oral menor é a especialidade odontológica responsável por procedimentos cirúrgicos relacionados a ossos, dentes, gengivas e bochechas. As operações realizadas por dentistas especializados nessa área são relativamente simples e podem ser feitas dentro do próprio consultório, com anestesia local.

O termo cirurgia oral menor é definido como cirurgias de pequeno porte, que podem ser realizadas no próprio consultório, como extração de dentes, do dente do siso e pequenas correções ósseas.


ODONTOLOGIA ESTÉTICA

Conheça os procedimentos estéticos dentários que podem transformar o seu sorriso e tire suas dúvidas sobre a melhor opção para você!

Como cada paciente possui problemas que podem variar, é necessário, muitas vezes, uma combinação de tratamentos para devolver ou restaurar o sorriso.

Como este é um trabalho em conjunto — paciente e dentista — é importante que os dois conversem sobre os objetivos a serem alcançados e os tratamentos necessários para proporcionar o resultado esperado.

Facetas de Porcelana

Esse tipo de tratamento é um dos procedimentos estéticos dentários mais procurados pelos pacientes quando o assunto é renovação total do sorriso.

As lentes de contato de porcelana são utilizadas para modificar a forma, a cor e até mesmo os espaços entre os dentes. Os laminados deste material são usados para o recobrimento do lado externo dos dentes, aderindo-se ao esmalte.

Uma das principais características das facetas de porcelana é sua superfície lisa e de cor natural. Sua estrutura cristalina confere propriedades ópticas semelhantes ao esmalte do dente e são resistentes às manchas, além de ter longa duração.

Pelo fato da faceta ser uma camada fina de porcelana, com uma espessura semelhante a uma lente de contato, ela permite restaurar os dentes de forma pouca invasiva em diversas situações, como:

• Descoloração e manchas por antibióticos e fluorose;
• Dentes que foram submetidos a tratamento de canal;
• Dentes escurecidos pela idade;
• Dentes com pequenas fissuras e defeitos na superfície do esmalte, causados pelo envelhecimento ou trauma;
• Restaurações antigas que apresentam desgaste e manchamento;
• Fechamento de espaços entre os dentes naturais.

Clareamento Dentário

O clareamento dentário é o procedimento estético mais procurado entre os pacientes.

Um bom diagnóstico da real cor dos dentes e o seu grau de manchamento juntamente com planejamento do caso e atenção à técnica, fazem com que o clareamento seja um tratamento mais simples e menos invasivo para clarear os dentes escurecidos e diminuir muitas manchas.

Uma das opções de clareamento é o método caseiro, realizado fora do consultório. Ele é feito por meio de géis clareadores e moldeiras em silicone individualizadas.

Já a técnica de clareamento de consultório é realizada pelo dentista,dentro do consultório. Nela, os géis clareadores têm concentração mais alta que na técnica caseira. Também pode utilizar uma fonte de luz direcionada sobre os dentes. Desta forma, promovem uma aceleração da ação do gel e aumentam a velocidade do clareamento.

Restaurações com Porcelana

A crescente procura pelos procedimentos estéticos dentários é, em grande parte, devido aos avanços em restaurações de porcelana pura.

A porcelana é biologicamente compatível e bem tolerada, tanto pelos tecidos duros (dentes) como pelos tecidos moles (gengiva) da boca.

Atualmente, as restaurações de porcelana livre de metais são consideradas mais agradáveis e com melhores resultados estéticos. Translucidez, estabilidade de cor e brilho permitem uma maior duração, na maioria dos casos.

A porcelana pode ser escolhida para aplicação de:
• Faceta laminada;
• Coroa em porcelana sobre dente;
• Coroa de porcelana sobre o implante;
• Ponte fixa de vários dentes em porcelana.

Um dente deste material, corretamente elaborado com cor e formato condizentes aos dentes adjacentes, muitas vezes, não pode ser diferenciado visualmente. No CIEO confeccionamos no mesmo dia e na nossa clínica as restaurações em porcelana pura.

Resina Composta

As resinas compostas têm sido um dos maiores avanços na odontologia e no desenvolvimento dos procedimentos estéticos dentários, elas são a alternativa estética para as antigas restaurações metálicas em amálgama.

Elas estão disponíveis com diferentes graus de translucidez e sua facilidade de manipulação e combinação de cores as tornam uma alternativa para o tratamento estético das lesões cariosas de dentes anteriores e posteriores. As restaurações em resinas compostas são feitas diretamente nos dentes.

Muitos pacientes perguntam sobre a durabilidade das restaurações com este material. A vida útil de uma restauração estética em resina depende de muitos fatores, incluindo:

• A natureza e extensão da lesão de cárie;
• O procedimento escolhido para o tratamento;
• A qualidade do material de restauração utilizado;
• Habilidade do cirurgião dentista.

Outros fatores, como a higiene oral do paciente, a oclusão e hábitos adversos também devem serem levados em consideração

Cirurgia Plástica Gengival

A cirurgia plástica gengival, também conhecida como gengivoplastia, é usada para corrigir o que é comumente referido como sorriso gengival.

Este tipo de sorriso ocorre quando a linha da gengiva parece estar cobrindo os dentes de forma excessiva, fazendo-os parecer curtos. Esse procedimento tem como objetivo remover o excesso de gengival, expondo uma maior quantidade de dentes naturais e proporcionando um sorriso mais agradável.

Isso pode ser feito em um dente, para igualar aos demais, ou em vários. Após a remoção do excesso da gengiva, um refinamento deve ser feito, afinando o tecido gengival remanescente, de modo que pareça natural.

Na nossa clínica utilizamos o laser cirúrgico para fazer esse procedimento, que pode reduzir a quantidade de anestesia dentária necessária, diminuir a quantidade de sangramento e inchaço e, consequentemente, oferecer um melhor processo trans e pós-operatório ao paciente.

Toxina Botulínica

A toxina botulínica, o famoso “Botox”, é conhecido de muitas pessoas para fins estéticos. Mas, além de reduzir as rugas de expressão, existem inúmeros benefícios para a odontologia também.

Quando orientada e aplicada por um dentista especializado, a substância é capaz de auxiliar no tratamento ou no controle de vários problemas orais, como:

• Sorriso gengival pois paralisa o músculo responsável por levantar o lábio superior dos dois lados, evitando uma grande exposição da gengiva e tornando o sorriso mais harmônico.

• Reduz as dores causadas pelas disfunções da ATM , reduzindo contações e eliminando focos de dor.

• Corrige sorrisos assimétricos Corrige assimetrias da face, principalmente em pessoas que têm o músculo masseter hipertrofiado e com volume exagerado

• Ajuda pacientes que sofrem com dores de cabeça persistentes causadas ou agravadas pelo músculo da mastigação.

Além de ser uma técnica menos invasiva, o uso da substância ainda é reversível. Ou seja, se o paciente não gostar do resultado, basta esperar o efeito da aplicação passar, que é de 4 a 6 meses.

Esse procedimento não envolve o uso de anestesia ou de métodos cirúrgicos, e a recuperação do paciente pós-aplicação é bem rápida e com baixos casos de complicações.

Além disso, a toxina gera poucos efeitos colaterais, sendo os principais a presença de hematoma na área da aplicação, dores de cabeça e um pequeno inchaço na região, que tendem a desaparecer em alguns dias.

FALE CONOSCO AGORA MESMO
ATRAVÉS DO WHATSAPP

Rua Clóvis Machado, 176, salas 1005 a 1008
Enseada do Suá, Vitória/ES

Telefone: 27. 3235-2509 | 27. 98126-8089

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À CIEO
CENTRO INTEGRADO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS|  2020
Desenvolvimento. Agência Fbrandão